Outsourcing no Brasil versus no Exterior, qual escolher?

Compromisso com a qualidade, preço, reputação e localização. Esses são os pontos fundamentais citados pelas empresas no momento de oferecer o outsourcing, nome pomposo para a nossa bem conhecida terceirização.

Nos últimos anos, com o surgimento da globalização e o desenvolvimento de países que até então eram pobres, como a Índia, tornou-se comum empresas procurarem por outsourcing fora do seu país de operação. Isso acontece, principalmente, pela mão de obra barata que esse modelo dispõe ao empresário. No Brasil, hoje, um dos maiores custos para as empresas são os impostos pagos por cada trabalhador. Terceirizando algumas etapas, se consegue uma economia substancial.

Porém, mesmo sabendo das vantagens, alguns empresários ainda ficam na dúvida entre terceirizar no Brasil ou no exterior. Há pouca informação disponível e poucos empresários dispostos a ensinar o caminho. Dessa forma, como saber quando é sensato contratar alguém no exterior ou alguém do outro lado da rua? Na verdade, não há uma opção melhor que deva ser aplicada, mas sim um equilíbrio de vários fatores.

Outsourcing no Brasil

Terceirizar no Brasil possui muitas vantagens. A principal é que as pessoas que vivem e trabalham estão próximas uma das outras. Mesmo que não se encontrem na mesma cidade ou estado, ainda assim elas dividem o mesmo limite nacional, compartilhando em comum o idioma, cultura de negócios e histórico.

Essa vantagem fica mais visível em caso de surgimento de problemas. E eles aparecerão. Se necessário, você pode pegar um avião e ir bater na porta da empresa terceirizada. Você não precisa se preocupar com visto e passaporte ou então em ter uma reunião em um idioma que nem você, nem seu interlocutor dominam completamente. Seguramente, terceirizar no Brasil torna mais fáceis a comunicação e o gerenciamento do trabalho como um todo.

Outra vantagem de terceirizar no Brasil é a preocupação com a reputação entre as empresas. Se você for até a Índia para contratar um serviço de suporte terceirizado, será apenas mais um cliente para aquela empresa. Já no Brasil, as chances de você ser um novo parceiro de negócios, não apenas um cliente, aumentam a probabilidade de ter um atendimento diferenciado. Muitos dos novos contratos por aqui são criados por indicação, tornando o boca-a-boca fundamental. Tenha certeza que a empresa terceirizada quer causar uma boa impressão.

Outsourcing no exterior

Mesmo listando as vantagens do outsourcing brasileiro, o preço pode ser a maior preocupação, o que é comum nos negócios. Em geral, empresários buscam reduzir custos e aumentar a margem de lucro. Dessa forma, a terceirização no exterior pode trazer boas quantias de reais em economia.

Como citamos acima, os custos com mão de obra impactam diretamente na diferença de preço entre terceirizadas brasileiras e outras estrangeiras. Mesmo se os salários forem iguais, possuímos uma carga de impostos gigantesca. Com isso, é possível terceirizar no exterior e ainda conseguir uma economia substancial para a empresa.

Além disso, países como Índia e Rússia, oferecem incentivos fiscais para que empresas estrangeiras usem sua mão de obra. Se o seu caso for de manufatura, é muito provável que sua matéria prima também possa ser encontrada nesses países, recebendo ainda mais incentivos. Outro bom motivo para uma parceria estrangeira é em caso de serviço não oferecido ou precário no país.

Qual das opções vale a pena?

Não há uma maneira de apontar o melhor caminho para o outsourcing. No entanto, é fundamental que o empresário perceba que cada opção tem suas vantagens e desvantagens, algumas trarão economia, enquanto outras trarão praticidade e maior segurança.

Se você possui, por exemplo, uma fábrica de roupas que já importa tecidos da China, terceirizar alguns setores da sua manufatura para aquele país irá trazer, além de economia com funcionários, incentivos fiscais e financeiros. Esses incentivos ajudarão a reduzir o preço do seu produto no Brasil, tornando sua marca mais competitiva no mercado. Porém, se a sua opção de outsourcing é para o setor de tecnologia da informação, as coisas podem ser um pouco diferentes, já que é um setor onde o controle da equipe, ou pelo menos o fácil acesso, é fundamental para o sucesso.

Convém lembrar que o empresário de primeira viagem terá mais dificuldade em terceirizar serviços no exterior por falta de experiência. Também poderá ocorrer problemas com idioma e cultura de outro país. Alguns países possuem um ambiente regulador mais rígido, enquanto outros são mais liberais. Dessa forma, listando prós e contras, o outsourcing no Brasil leva vantagem, principalmente no setor de tecnologia. Mesmo sendo mais caro, você economiza em dores de cabeça.

Confie na empresa contratada

Lembre-se que não importa se você contratará uma empresa nacional ou estrangeira para realizar um serviço, você deve sempre procurar clientes que já trabalharam com elas e seguir as boas recomendações. Se isso não for possível, levante todas as suas dúvidas antes de optar pela empresa terceirizada, bem como estipular um contrato. Se algo sobre o encaminhamento do trabalho, datas de entrega e pagamentos não forem esclarecidos, escolha outra empresa que sane todas as suas dúvidas. Confiança no time de outsourcing é essencial!

Você deve sempre traçar um bom plano de trabalho, decidir o que quer e estar pronto para ouvir o time que está realizando o serviço.

Você já trabalhou com outsourcing? Acha melhor trabalhar com empresas estrangeiras ou nacionais?