Cloud computing: 4 motivos para migrar sua empresa para a nuvem

Nos últimos anos, o investimento em cloud computing tem ganhado destaque no meio empresarial. Companhias estão adotando estratégias baseadas na nuvem em busca de vantagens competitivas e novas formas de atender o mercado. Dessa forma, é possível obter mais mobilidade e competitividade, dois fatores fundamentais para manter lucros altos.

A computação na nuvem pode ser definida como uma tecnologia que permite a execução de ferramentas de TI em servidores. De serviços de armazenamento de dados a ferramentas de gestão empresarial, inúmeros são os softwares que podem ser migrados para plataformas de cloud computing.

Quer saber os motivos para essa abordagem valer a pena? Então, confira o nosso post de hoje!

1. Serviços de cloud computing dão mais mobilidade operacional

Por permitir o acesso a recursos digitais em qualquer local com conexão à web, a computação na nuvem pode gerar um grande ganho de mobilidade operacional para as empresas. Hoje, o ambiente corporativo requer uma capacidade de trabalho que vai além da habilidade dos profissionais em atenderem a clientes via e-mail ou web em qualquer local. E, nesse sentido, poucas tecnologias se destacam como a nuvem.

Sincronizando dados em vários dispositivos, por exemplo, empresas podem manter rotinas de trabalho de home office com segurança. Assim, custos operacionais são reduzidos. Além disso, rotinas de tomada de decisão tornam-se mais precisas e lucrativas.

2. A computação na nuvem pode reduzir custos com TI a médio e longo prazo

Grande parte das ferramentas de cloud computing contam com modelos de contratação onde os pagamentos variam conforme a quantidade de recursos contratados. Isso terá um grande impacto na estrutura orçamentária do setor.

Os custos com TI se tornarão mais precisos e, a médio e longo prazo, menores. Como consequência, a empresa conseguirá direcionar melhor as suas receitas para investimentos estratégicos e, assim, manter-se competitiva.

3. A nuvem torna sistemas mais escaláveis

Uma das principais vantagens do investimento em computação na nuvem é a possibilidade de aumentar a escalabilidade de sistemas internos. Como os recursos computacionais disponíveis para uso podem ser alterados conforme a demanda, a empresa sempre poderá extrair a melhor performance de suas ferramentas de software. Isso facilita a criação de ambientes de trabalho com alto desempenho.

O aumento da escalabilidade também influencia a relação da empresa com o mercado. Assim, o tempo de resposta a demandas será reduzido. E, com o ganho de agilidade, o negócio consegue competir com maior destaque e manter os seus clientes fidelizados.

4. A nuvem dá mais segurança e confiabilidade para as ferramentas de TI

Como a computação na nuvem permite a execução de ferramentas em ambientes isolados, ela pode gerar um grande ganho nos níveis de segurança e confiabilidade da infraestrutura de TI. O controle de usuários, por exemplo, será feito com alta precisão. Dessa forma, gestores de TI garantirão a integridade, confiabilidade e segurança dos registros internos.

Outro ponto a ser destacado é a distribuição de updates e a realização de processos de backup. Essas atividades são cruciais para que empresas consigam definir uma estratégia em que as suas ferramentas de TI são otimizadas continuamente. Assim, falhas operacionais terão um impacto menor na rotina do negócio, uma vez que os bugs serão menos frequentes e sistemas serão restaurados em prazos menores.

Gostou do nosso conteúdo sobre cloud computing? Pois saiba que a segurança dos dados tem um papel de destaque na criação de ferramentas de software. Descubra como garanti-la no nosso post sobre o tema!