Mobile app (aplicativos), 5 coisas para se fazer antes de desenvolver um

A Apple introduziu o conceito de loja de aplicativos no mercado e não demorou para que várias outras empresas criassem suas próprias lojas. Isso fez com que esse mercado se tornasse bastante atrativo, porém extremamente competitivo. Se você pretende colocar a marca da sua empresa nessa área, leve em consideração esses cinco itens antes de iniciar o desenvolvimento.

 1 – Identifique as necessidades

Antes de investir no desenvolvimento, você precisa ter um plano de ação bem definido. Quais necessidades seu aplicativo vai solucionar? Qual é o público-alvo do seu aplicativo? Quais funções ele precisa ter para atingir seu objetivo?

Essas perguntas parecem simples, mas são itens chave para o desenvolvimento. Não se começa a construir um prédio sem um projeto. Portanto, antes de começar a programar, faça o seu projeto de aplicativo. Pense nos problemas que ele resolverá e se esses problemas serão resolvidos mais facilmente a partir de um dispositivo móvel.

 2 – Valide sua ideia com um protótipo

Com um projeto pronto, já podemos começar a programar, certo? Errado! De um modo geral, a primeira ideia nunca é a melhor. Por mais legal que ela seja, certamente vai precisar de ajustes e acabamentos. E uma maneira barata e eficiente de fazer isso é criando um protótipo.

Você pode fazer pelo computador ou até mesmo em papel. Pode parecer estranho no início, mas um protótipo real, tangível, vai te ajudar a identificar problemas de usabilidade antes de começar o desenvolvimento.

Identificar esses problemas antes de desenvolver, além de ser uma maneira de economizar dinheiro, torna o código do aplicativo mais limpo e mais leve.

 3 – Desenvolver da estaca zero ou comprar templates?

Há duas maneiras diferentes de você criar o seu aplicativo. A primeira é desenvolvê-lo a partir do zero. A outra é utilizar templates. Existem diversos sites na internet que oferecem  modelos pré-fabricados de aplicativos. Nesse tipo de desenvolvimento, você não precisará editar códigos, sendo necessário apenas que você entre com o conteúdo do aplicativo.

Desenvolver um aplicativo é algo muito mais caro. O custo da hora de um desenvolvedor costuma ser alto. Contudo, essa pode ser a melhor opção no caso de você desejar um aplicativo totalmente customizado e original para sua empresa. A principal vantagem está no fato de que você poderá definir cada detalhe do aplicativo de acordo com as estratégias da companhia. Se você está procurando por inovação, essa é a melhor opção.

 4 – Torne seu conteúdo relevante para o mobile

Antes de iniciar o desenvolvimento do seu aplicativo, pense no tipo de conteúdo que você irá fornecer. Serão fotos, textos, vídeos, games ou tudo isso ao mesmo tempo? Os textos serão matérias longas ou pequenas? Os vídeos serão em HD? Quanto tempo de duração eles vão ter? É muita coisa para se ter em mente! Apresentamos todas essas questões para que você pense a respeito do conteúdo.

Ao investir em um aplicativo para celular, sua empresa precisa perceber alguma vantagem que essa mídia pode trazer à maneira como você apresenta seu conteúdo. Para ajudar a pensar nisso, tente responder a seguinte pergunta: por que o usuário consultaria meu aplicativo no mobile, mesmo estando ao lado de um computador conectado à internet?

Já reparou que o aplicativo de fotos Instagram não pode ser usado por um computador? Ele é exclusivo para mobile. A estratégia de conteúdo deles foi elaborada para que os usuários possam sair por aí tirando fotos e publicando o conteúdo instantes depois. Por isso não faz sentido para o conteúdo dessa rede publicar fotos a partir de um computador.

Uma das grandes vantagens dos dispositivos móveis é que ele pode chegar a qualquer lugar, portanto seu conteúdo deve se relacionar de alguma maneira com essa característica. Um jornal poderia fazer um aplicativo para as pessoas buscarem somente as notícias da região em que estão, por exemplo. Pense em algo que possa tornar seu conteúdo atrativo para o mobile.

 5 – Monetização

Todo investimento deve dar algum tipo de retorno. Caso contrário não será um investimento, mas sim uma despesa. Portanto, pense em algum tipo de monetização para utilizar no seu aplicativo mobile. Listamos algumas sugestões abaixo:

·      Cobrar por download;

·      Vender assinaturas de utilização de um serviço;

·      Exibir publicidade;

·      “Gameficar” o aplicativo implantando um sistema de créditos para que o usuário possa comprar créditos adicionais.

Perceba uma necessidade, faça um protótipo, pense no conteúdo, crie um sistema de monetização e desenvolva. Com essas dicas, você ja está pronto para pensar no próximo aplicativo de mobile a ser desenvolvido!